Exames

Por Especialidade:


ESTUDO URODINÂMICO

Estudo Urodinâmico
Urodinâmica é o Estudo dos aspectos fisiológicos e patológicos (doença) envolvidos no armazenamento, transporte e esvaziamento da urina.
Aplica princípios da hidrodinâmica à fisiologia do trato urinário.
Trata-se hoje de um poderoso método de investigação das disfunções miccionais.
É um exame realizado para avaliar o funcionamento da bexiga e esfíncteres da uretra. Quando indicado, esse exame é essencial para o seu médico definir e predizer a resposta ao tratamento que será proposto. Esse exame pode ser decisivo quanto a indicação ou não de um tratamento cirúrgico.
O exame consiste na introdução de um pequeno cateter no interior da bexiga. Na maioria das vezes, esse cateter possui dois canais, um que irá aferir a pressão no interior da bexiga e outro que será utilizado para realizar o enchimento vesical com soro fisiológico. Durante o enchimento o seu médico irá solicitar que você diga tudo o que está sentido com relação ao enchimento da bexiga. Após encher a sua bexiga será solicitado que você urine normalmente para esvaziá-la.
Utiliza desde uma simples Uro fluxometria a um complexo estudo de Pressão intra-vesica, abdominal e eletromiografia.
A urodinâmica deve confirmar um diagnóstico e auxiliar na escolha da melhor abordagem terapêutica.
Modalidades Urodinâmica
• Uro fluxometria
• Cistometria
• Perfil pressórico uretral
• Estudos miccionais com canais múltiplos
• Eletromiografia
• Estudo vídeo urodinâmico (instituição universitária)
Indicação do Estudo Urodinâmico:
• Pacientes com incontinência urinária de esforço;
• Recidiva de incontinência;
• Pacientes com obstrução infra vesical;
• Bexiga neurogênica;
• Crianças com complexos distúrbios Miccionais e de continência.
A avaliação Urodinâmica, também estaria indicada a qualquer paciente para o qual fosse aconselhado o tratamento invasivo (cirúrgico). A Urodinâmica serviria para confirmar o diagnóstico clínico e prognosticar a evolução clínica do paciente.
Preparação:
• Trazer exame de urina recente até 3 meses sem infecção urinária, já avaliado pelo médico do paciente. Se não trouxer o resultado do exame do urina, não será possível realizar o estudo urodinâmico.
• O exame é realizado com bexiga cheia. (Beber líquido moderadamente e tentar não urinar nas 2 horas que antecedem o exame).
• Paciente deverá deixar os pelos pubianos raspados ou cortados bem baixinho;
Trazer nome de medicação de uso recente.
Trazer o pedido médico;
• O exame não é realizado em pacientes que estiverem no ciclo menstrual.
• Chegar c/ 30 min. de antecedência;
• Realizamos o exame em pacientes somente acima de 15 anos;
• Pacientes que usam sonda, devem fechá-la para realizar o exame com 1 hora de antecedência e beber líquido moderadamente.
Urodinâmica é o estudo dos aspectos fisiológicos e patológicos (doença) envolvidos no armazenamento, transporte e esvaziamento da urina.
 
Aplica princípios da hidrodinâmica à fisiologia do trato urinário.
Trata-se hoje de um poderoso método de investigação das disfunções miccionais.
 
É um exame realizado para avaliar o funcionamento da bexiga e esfíncteres da uretra. Quando indicado, esse exame é essencial para o seu médico definir e predizer a resposta ao tratamento que será proposto. Esse exame pode ser decisivo quanto à indicação ou não de um tratamento cirúrgico.
 
O exame consiste na introdução de um pequeno cateter no interior da bexiga. Na maioria das vezes, esse cateter possui dois canais, um que irá aferir a pressão no interior da bexiga e outro que será utilizado para realizar o enchimento vesical com soro fisiológico. Durante o enchimento o seu médico irá solicitar que você diga tudo o que está sentido com relação ao enchimento da bexiga. Após encher a sua bexiga será solicitado que você urine normalmente para esvaziá-la.
 
Utiliza desde uma simples Uro fluxometria a um complexo estudo de Pressão Intra-vesica, Abdominal e Eletromiografia.
 
A urodinâmica deve confirmar um diagnóstico e auxiliar na escolha da melhor abordagem terapêutica.
 
Modalidades Urodinâmica
 
•  Uro fluxometria
• Cistometria
• Perfil pressórico uretral
• Estudos miccionais com canais múltiplos
• Eletromiografia
• Estudo vídeo urodinâmico (instituição universitária)
 
Indicação do Estudo Urodinâmico:
 
• Pacientes com incontinência urinária de esforço;
• Recidiva de incontinência;
• Pacientes com obstrução infra vesical;
• Bexiga neurogênica;
• Crianças com complexos distúrbios Miccionais e de continência.
 
A avaliação Urodinâmica, também estaria indicada a qualquer paciente para o qual fosse aconselhado o tratamento invasivo (cirúrgico). A Urodinâmica serviria para confirmar o diagnóstico clínico e prognosticar a evolução clínica do paciente.
 
Preparação:
 
• Trazer exame de urina recente até 3 meses sem infecção urinária, já avaliado pelo médico do paciente. Se não trouxer o resultado do exame da urina, não será possível realizar o estudo urodinâmico.
• O exame é realizado com bexiga cheia. (Beber líquido moderadamente e tentar não urinar nas 2 horas que antecedem o exame).
• Paciente deverá deixar os pelos pubianos raspados ou cortados bem baixinho;
Trazer nome de medicação de uso recente.
Trazer o pedido médico;
• O exame não é realizado em pacientes que estiverem no ciclo menstrual.
• Chegar c/ 30 min. de antecedência;
• Realizamos o exame em pacientes somente acima de 15 anos;
• Pacientes que usam sonda, devem fechá-la para realizar o exame com 1 hora de antecedência e beber líquido moderadamente.
Estudo Urodinâmico
Urodinâmica é o Estudo dos aspectos fisiológicos e patológicos (doença) envolvidos no armazenamento, transporte e esvaziamento da urina.
Aplica princípios da hidrodinâmica à fisiologia do trato urinário.
Trata-se hoje de um poderoso método de investigação das disfunções miccionais.
É um exame realizado para avaliar o funcionamento da bexiga e esfíncteres da uretra. Quando indicado, esse exame é essencial para o seu médico definir e predizer a resposta ao tratamento que será proposto. Esse exame pode ser decisivo quanto a indicação ou não de um tratamento cirúrgico.
O exame consiste na introdução de um pequeno cateter no interior da bexiga. Na maioria das vezes, esse cateter possui dois canais, um que irá aferir a pressão no interior da bexiga e outro que será utilizado para realizar o enchimento vesical com soro fisiológico. Durante o enchimento o seu médico irá solicitar que você diga tudo o que está sentido com relação ao enchimento da bexiga. Após encher a sua bexiga será solicitado que você urine normalmente para esvaziá-la.
Utiliza desde uma simples Uro fluxometria a um complexo estudo de Pressão intra-vesica, abdominal e eletromiografia.
A urodinâmica deve confirmar um diagnóstico e auxiliar na escolha da melhor abordagem terapêutica.
Modalidades Urodinâmica
• Uro fluxometria
• Cistometria
• Perfil pressórico uretral
• Estudos miccionais com canais múltiplos
• Eletromiografia
• Estudo vídeo urodinâmico (instituição universitária)
Indicação do Estudo Urodinâmico:
• Pacientes com incontinência urinária de esforço;
• Recidiva de incontinência;
• Pacientes com obstrução infra vesical;
• Bexiga neurogênica;
• Crianças com complexos distúrbios Miccionais e de continência.
A avaliação Urodinâmica, também estaria indicada a qualquer paciente para o qual fosse aconselhado o tratamento invasivo (cirúrgico). A Urodinâmica serviria para confirmar o diagnóstico clínico e prognosticar a evolução clínica do paciente.
Preparação:
• Trazer exame de urina recente até 3 meses sem infecção urinária, já avaliado pelo médico do paciente. Se não trouxer o resultado do exame do urina, não será possível realizar o estudo urodinâmico.
• O exame é realizado com bexiga cheia. (Beber líquido moderadamente e tentar não urinar nas 2 horas que antecedem o exame).
• Paciente deverá deixar os pelos pubianos raspados ou cortados bem baixinho;
Trazer nome de medicação de uso recente.
Trazer o pedido médico;
• O exame não é realizado em pacientes que estiverem no ciclo menstrual.
• Chegar c/ 30 min. de antecedência;
• Realizamos o exame em pacientes somente acima de 15 anos;
• Pacientes que usam sonda, devem fechá-la para realizar o exame com 1 hora de antecedência e beber líquido moderadamente.
Urodinâmica é o estudo dos aspectos fisiológicos e patológicos (doença) envolvidos no armazenamento, transporte e esvaziamento da urina.
 
Aplica princípios da hidrodinâmica à fisiologia do trato urinário.
Trata-se hoje de um poderoso método de investigação das disfunções miccionais.
 
É um exame realizado para avaliar o funcionamento da bexiga e esfíncteres da uretra. Quando indicado, esse exame é essencial para o seu médico definir e predizer a resposta ao tratamento que será proposto. Esse exame pode ser decisivo quanto à indicação ou não de um tratamento cirúrgico.
 
O exame consiste na introdução de um pequeno cateter no interior da bexiga. Na maioria das vezes, esse cateter possui dois canais, um que irá aferir a pressão no interior da bexiga e outro que será utilizado para realizar o enchimento vesical com soro fisiológico. Durante o enchimento o seu médico irá solicitar que você diga tudo o que está sentido com relação ao enchimento da bexiga. Após encher a sua bexiga será solicitado que você urine normalmente para esvaziá-la.
 
Utiliza desde uma simples Uro fluxometria a um complexo estudo de Pressão Intra-vesica, Abdominal e Eletromiografia.
 
A urodinâmica deve confirmar um diagnóstico e auxiliar na escolha da melhor abordagem terapêutica.
 
Modalidades Urodinâmica
 
•  Uro fluxometria
• Cistometria
• Perfil pressórico uretral
• Estudos miccionais com canais múltiplos
• Eletromiografia
• Estudo vídeo urodinâmico (instituição universitária)
 
Indicação do Estudo Urodinâmico:
 
• Pacientes com incontinência urinária de esforço;
• Recidiva de incontinência;
• Pacientes com obstrução infra vesical;
• Bexiga neurogênica;
• Crianças com complexos distúrbios Miccionais e de continência.
 
A avaliação Urodinâmica, também estaria indicada a qualquer paciente para o qual fosse aconselhado o tratamento invasivo (cirúrgico). A Urodinâmica serviria para confirmar o diagnóstico clínico e prognosticar a evolução clínica do paciente.
 
Preparação:
 
• Trazer exame de urina recente até 3 meses sem infecção urinária, já avaliado pelo médico do paciente. Se não trouxer o resultado do exame da urina, não será possível realizar o estudo urodinâmico.
• O exame é realizado com bexiga cheia. (Beber líquido moderadamente e tentar não urinar nas 2 horas que antecedem o exame).
• Paciente deverá deixar os pelos pubianos raspados ou cortados bem baixinho;
Trazer nome de medicação de uso recente.
Trazer o pedido médico;
• O exame não é realizado em pacientes que estiverem no ciclo menstrual.
• Chegar c/ 30 min. de antecedência;
• Realizamos o exame em pacientes somente acima de 15 anos;
• Pacientes que usam sonda, devem fechá-la para realizar o exame com 1 hora de antecedência e beber líquido moderadamente.
Urodinâmica é o Estudo dos aspectos fisiológicos e patológicos (doença) envolvidos no armazenamento, transporte e esvaziamento da urina.
Aplica princípios da hidrodinâmica à fisiologia do trato urinário.
Trata-se hoje de um poderoso método de investigação das disfunções miccionais.
É um exame realizado para avaliar o funcionamento da bexiga e esfíncteres da uretra. Quando indicado, esse exame é essencial para o seu médico definir e predizer a resposta ao tratamento que será proposto. Esse exame pode ser decisivo quanto a indicação ou não de um tratamento cirúrgico.
O exame consiste na introdução de um pequeno cateter no interior da bexiga. Na maioria das vezes, esse cateter possui dois canais, um que irá aferir a pressão no interior da bexiga e outro que será utilizado para realizar o enchimento vesical com soro fisiológico. Durante o enchimento o seu médico irá solicitar que você diga tudo o que está sentido com relação ao enchimento da bexiga. Após encher a sua bexiga será solicitado que você urine normalmente para esvaziá-la.
Utiliza desde uma simples Uro fluxometria a um complexo estudo de Pressão intra-vesica, abdominal e eletromiografia. 
A urodinâmica deve confirmar um diagnóstico e auxiliar na escolha da melhor abordagem terapêutica. 
Modalidades Urodinâmica
Uro fluxometria
Cistometria
Perfil pressórico uretral
Estudos miccionais com canais múltiplos
Eletromiografia
Estudo vídeo urodinâmico (instituição universitária)
Indicação do Estudo Urodinâmico: 
Pacientes com incontinência urinária de esforço;
Recidiva de incontinência;
Pacientes com obstrução infra vesical;
Bexiga neurogênica;
Crianças com complexos distúrbios Miccionais e de continência.
A avaliação Urodinâmica, também estaria indicada a qualquer paciente para o qual fosse aconselhado o tratamento invasivo (cirúrgico). A Urodinâmica serviria para confirmar o diagnóstico clínico e prognosticar a evolução clínica do paciente.
Preparação:
Trazer exame de urina recente até 3 meses sem infecção urinária, já avaliado pelo médico do paciente. Se não trouxer o resultado do exame do urina, não será possível realizar o estudo urodinâmico.
O exame é realizado com bexiga cheia. (Beber líquido moderadamente e tentar não urinar nas 2 horas que antecedem o exame).
Paciente deverá deixar os pelos pubianos raspados ou cortados bem baixinho; 
Trazer nome de medicação de uso recente.
Trazer o pedido médico;
O exame não é realizado em pacientes que estiverem no ciclo menstrual.
Chegar c/ 30 min. de antecedência;
Realizamos o exame em pacientes somente acima de 15 anos;
Pacientes que usam sonda, devem fechá-la para realizar o exame com 1 hora de antecedência e beber líquido moderadamente. 

A avaliação urodinâmica ou ESTUDO URODINÂMICO, é um exame que objetiva avaliar o funcionamento da bexiga, compreendendo as fases de enchimento, armazenamento e esvaziamento da urina. Portanto, este é um exame complexo que auxiliará o seu médico no diagnóstico de várias anormalidades do trato urinário.

 

Dentre as indicações do estudo urodinâmico, destacam-se:

 

            - Infecção do Trato Urinário de repetição;

            - Alteração do jato urinário (“urina fraca”);

            - Modificações da frequência urinária (“urinar a todo instante”);

            - Incontinência urinária (“urina solta”);

            - Alterações urinárias de causa neurológica;

            - Quando outros exames não foram conclusivos;

            - Falha de tratamento clínico;

            - Fracasso cirúrgico e recidivas;

            - Pré-operatório;

            - Pós-Trauma.

 

A avaliação Urodinâmica, também estaria indicada a qualquer paciente para o qual fosse aconselhado o tratamento invasivo (cirúrgico). A Urodinâmica serviria para auxiliar no diagnóstico clínico e avaliar a evolução clínica do paciente.

 


Modalidades Urodinâmica


• Uro fluxometria
• Cistometria
• Perfil pressórico uretral
• Estudos miccionais com canais múltiplos
• Eletromiografia
• Estudo vídeo urodinâmico (instituição universitária)

 

COMO É FEITO O EXAME

 

            O primeiro passo é o estudo da eliminação espontânea da urina, chamado FLUXOMETRIA. Nesta fase, após ser orientado previamente a encher a bexiga,  é solicitado que o paciente esvazie espontaneamente todo o seu conteúdo em local específico para o exame.

Em seguida, inicia-se o segundo passo, a CISTOMETRIA. Esta é a parte mais importante do estudo Urodinâmico. Delicadas sondas colocadas na bexiga e na ampola retal, ou dentro da vagina, monitorizarão as pressões abdominal e vesical (da bexiga) durante a infusão de soro no interior da bexiga. Informações como acomodação vesical, capacidade vesical, fechamento uretral, perda de urina, contrações involuntárias do músculo da bexiga (detrusor), controle do sistema nervoso central ao detrusor e controle sensorial, são coletadas em tempo real.

Por último é feito o estudo fluxo/pressão. Esta etapa é essencial para uma classificação completa das desordens do Trato Urinário Inferior. Diversos ítens são avaliados durante a micção, sendo as pressões detrusoras (músculo da bexiga), abdominais e o padrão do fluxo, fundamentais para um bom diagnóstico.

No final é entregue um laudo onde constam todas as informações extraídas durante o exame e a conclusão retirada da análise destes.


Preparação:


• Trazer exame de urina recente até 3 meses sem infecção urinária, já avaliado pelo médico do paciente. Se não trouxer o resultado do exame de urina, não será possível realizar o estudo urodinâmico.
• O exame é realizado com bexiga cheia. (Beber líquido moderadamente e tentar não urinar nas 2 horas que antecedem o exame).
• Paciente deverá deixar os pelos pubianos raspados ou cortados bem baixinho;
Trazer nome de medicação de uso recente.
Trazer o pedido médico;
• O exame não é realizado em pacientes que estiverem no ciclo menstrual.
• Chegar com 30 minutos de antecedência;
• Realizamos o exame em pacientes somente acima de 15 anos;
• Pacientes que usam sonda, devem fechá-la para realizar o exame com 1 hora de antecedência e beber líquido moderadamente.


 


Voltar

JN2